Coronavírus evidencia a falta dos médicos cubanos. Por Joao Marcelo Goulart

É uma pandemia de coronavírus ou o que realmente importa é preservar a vida. Em um mundo globalizado, onde milhões de famílias passam fome ou morrem por não terem saneamento a prioridade parece ser outra. Nenhum Brasil, “liderado” por Bolsonaro, engana o pior. Também exemplificamos que ignorar ou isolar para não parar a economia era uma estratégia genocida e falsa; ainda mais Bolsonaro e seus seguidores insistiam em atacar a saúde do povo brasileiro enviando-os para a rua, mesmo sabendo que havia processos judiciais insuficientes para participar de todos. .

Eu sempre fui questionado sobre as razões para estudar medicina em Cuba. Poucos sabem, outras negações da maioria e desinformação, mas Cuba teme os piores indicadores de saúde do mundo. Isso só é possível porque é um sistema público eficiente, desenvolvido para impedir a população de adorar. Ore, nada mais lógico que isso, certo? Diferentemente do Brasil, segue o modelo norte-americano de mera assistência centrada em hospitais para treinamento médico e dedicado à promoção da saúde e prevenção de doenças. Sempre impeça, mesmo anos que você está aqui. Exemplo: Ó paciente diabético e hipertenso, somos muito enfáticos ao nos preocuparmos em evitar o desenvolvimento de complicações como acidente vascular cerebral, insuficiência renal e ataque cardíaco. Nós aprendemos sobre as doenças nas comunidades, conescendo a realidade das pessoas. Suas dificuldades e limitações, características da geografia e geografia, etc. É muito fácil mostrar indicadores de saúde quando somos inseridos dia a dia com o peso mais pesado, com informações mais rápidas e mais frequentes. Não aprendemos o Brasil ou ele é hipertenso como paciente com ITU no desenvolvimento de complicações. Não basta o caráter social e humanitário da formação médica cubana, é necessário também um estado que invista na saúde. Em Cuba ou acesso a medicamentos para uso contínuo e praticamente gratuito. A população tem acesso a exames de alta complexidade, sempre e quando necessário. É aqui que você investe na prevenção frente a frente. Agora temos uma população atendida pela APS, temos muito poucas necessidades com exames e procedimentos caros, aliviando muitas despesas. características do bairro e geografia, etc. É muito fácil mostrar indicadores de saúde quando somos inseridos dia a dia com o peso mais pesado, com informações mais rápidas e mais frequentes. Não aprendemos o Brasil ou ele é hipertenso como paciente com ITU no desenvolvimento de complicações. Não basta o caráter social e humanitário da formação médica cubana, é necessário também um estado que invista na saúde. Em Cuba ou acesso a medicamentos para uso contínuo e praticamente gratuito. A população tem acesso a exames de alta complexidade, sempre e quando necessário. É aqui que você investe na prevenção frente a frente. Agora temos uma população atendida pela APS, temos muito poucas necessidades com exames e procedimentos caros, aliviando muitas despesas. características do bairro e geografia, etc. É muito fácil mostrar indicadores de saúde quando somos inseridos dia a dia com o peso mais pesado, com informações mais rápidas e mais frequentes. Não aprendemos o Brasil ou ele é hipertenso como paciente com ITU no desenvolvimento de complicações. Não basta o caráter social e humanitário da formação médica cubana, é necessário também um estado que invista na saúde. Em Cuba ou acesso a medicamentos para uso contínuo e praticamente gratuito. A população tem acesso a exames de alta complexidade, sempre e quando necessário. É aqui que você investe na prevenção frente a frente. Agora temos uma população atendida pela APS, temos muito poucas necessidades com exames e procedimentos caros, aliviando muitas despesas. É muito fácil mostrar indicadores de saúde quando somos inseridos dia a dia com o peso mais pesado, com informações mais rápidas e mais frequentes. Não aprendemos o Brasil ou ele é hipertenso como paciente com ITU no desenvolvimento de complicações. Não basta o caráter social e humanitário da formação médica cubana, é necessário também um estado que invista na saúde. Em Cuba ou acesso a medicamentos para uso contínuo e praticamente gratuito. A população tem acesso a exames de alta complexidade, sempre e quando necessário. É aqui que você investe na prevenção frente a frente. Agora temos uma população atendida pela APS, temos muito poucas necessidades com exames e procedimentos caros, aliviando muitas despesas. É muito fácil mostrar indicadores de saúde quando somos inseridos dia a dia com o peso mais pesado, com informações mais rápidas e mais frequentes. Não aprendemos o Brasil ou ele é hipertenso como paciente com ITU no desenvolvimento de complicações. Não basta o caráter social e humanitário da formação médica cubana, é necessário também um estado que invista na saúde. Em Cuba ou acesso a medicamentos para uso contínuo e praticamente gratuito. A população tem acesso a exames de alta complexidade, sempre e quando necessário. É aqui que você investe na prevenção frente a frente. Agora temos uma população atendida pela APS, temos muito poucas necessidades com exames e procedimentos caros, aliviando muitas despesas. Não aprendemos o Brasil ou ele é hipertenso como paciente com ITU no desenvolvimento de complicações. Não basta o caráter social e humanitário da formação médica cubana, é necessário também um estado que invista na saúde. Em Cuba ou acesso a medicamentos para uso contínuo e praticamente gratuito. A população tem acesso a exames de alta complexidade, sempre e quando necessário. É aqui que você investe na prevenção frente a frente. Agora temos uma população atendida pela APS, temos muito poucas necessidades com exames e procedimentos caros, aliviando muitas despesas. Não aprendemos o Brasil ou ele é hipertenso como paciente com ITU no desenvolvimento de complicações. Não basta o caráter social e humanitário da formação médica cubana, é necessário também um estado que invista na saúde. Em Cuba ou acesso a medicamentos para uso contínuo e praticamente gratuito. A população tem acesso a exames de alta complexidade, sempre e quando necessário. É aqui que você investe na prevenção frente a frente. Agora temos uma população atendida pela APS, temos muito poucas necessidades com exames e procedimentos caros, aliviando muitas despesas. A população tem acesso a exames de alta complexidade, sempre e quando necessário. É aqui que você investe na prevenção frente a frente. Agora temos uma população atendida pela APS, temos muito poucas necessidades com exames e procedimentos caros, aliviando muitas despesas. A população tem acesso a exames de alta complexidade, sempre e quando necessário. É aqui que você investe na prevenção frente a frente. Agora temos uma população atendida pela APS, temos muito poucas necessidades com exames e procedimentos caros, aliviando muitas despesas.

Assim, ele voltou de Cuba trouxe na bagagem essa formação humanitária, social e preventiva. Comecei minha carreira como médico nos Programas Mais Médicos nas comunidades Duque de Caxias / RJ e depois na Rocinha / RJ. Meu maior desafio desde então foi o que aprendi, mas, em vez de atender a uma população máxima de 1.800 pessoas aqui, nunca trabalhei com menos de 5.000 pessoas. Esse é um grande desafio do nosso sistema de treinamento e treinamento em saúde, você é o mais proficiente para a APS e aprecia ou cuida. O PMMB possui três pilares fundamentais: O supressão imediata (Medicos Cubanos na maioria), Aumento da imprecisão no treinamento em residência médica, ao mesmo tempo que a humanização do curso, ou parece retornar ao treinamento mais focado na prevenção.

Faltam dois médicos cubanos, que iniciarão o processo de humanização do nosso sistema de saúde. A população já se acostumou a ser um médico ligando o final da semana para descobrir se ele estava aqui agora ou quando um médico pediu para perguntar por que mãe não levou a criança a vacinar.

Você deve ser uma pandemia, Cuba dá exemplos de como controlar Doença, preservar vidas e também preservar sua economia. Cuba temia que houvesse 1.400 casos confirmados, 3.500 pessoas hospitalizadas com suspensão e apenas 54 mortes. É um país cuja economia depende em grande parte do turismo que não existe como resultado de um vírus; esse país não esperava ou entrou em colapso até a data das fronteiras, mesmo dependendo de sua economia. Cuba está enviando voluntários para a África, Europa e Ásia, não está lutando contra doenças, os EUA não estão retendo equipamentos médicos de outros países que são urgentemente necessários. Quantas vidas não serão perdidas por isso?

Por fim, estamos tentando, para médicos cubanos que estão atendendo a certas coisas, como evitar mortes mortais, que é um paciente ou um próximo médico ou que foi aprovado antes de ir para o Hospital, uma intervenção precoce salva vidas. Eu deixei muitas pessoas morrendo em minha casa e eu estava morrendo em um rio esperando por alguns juízes e respiradores, porque não fomos treinados e internados a tempo.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s